21 Setembro 2011

200 Anos dos Estatutos da BPE

…para se conseguir a sabedoria nada mais é tão útil, e de maior necessidade do que uma biblioteca pública à qual concorram os que desejam instruir-se…

Assim começam os Estatutos através dos quais Frei Manuel do Cenáculo fez, a 21 de Setembro de 1811, doação perpétua da sua volumosa biblioteca particular à Igreja Metropolitana de Évora. Frei Manuel do Cenáculo, encarava a instrução dos seus clérigos e dos seus paroquianos uma parte fundamental da sua acção pastoral e considerava a instituição de uma Biblioteca-Museu como a melhor forma de atingir os seus propósitos como fica explicito no preâmbulo dos Estatutos:

…depois de termos deixado na nossa primeira Diocese de Beja uma Biblioteca completa e proporcionada para se cultivarem os Estudos Eclesiásticos, que deixamos fundada, ainda nos recolhemos a esta nossa Amada Diocese com grande número de mil volumes e Manuscritos, e Impressos, alguns os mais raros, e pode ser que até únicos, e singulares, acompanhados de uma grande cópia de pinturas (…); como também acompanhadas de muitas raridades históricas artificiais, e naturais, que muito ajudam a instrução (…) Atendendo nós a tudo isto, e achando que Évora, esta nossa querida metrópole, e mãe de tantos sábios da primeira ordem, e que em todas as idades até à nossa tem sido a pátria das ciências, e o mais proporcionado assento que a Divina Providência nos podia conceder para nele colocarmos tudo quanto no largo espaço de nossos dias temos adquirido, sempre com o fim de o santificarmos, aplicando-o para aproveitamento e instrução dos fiéis, principalmente dos que se destinam ao sacerdócio …

A doação era feita com a obrigação de os seus sucessores manterem a biblioteca pública e garantirem a dotação de 500.00 reis da Mitra, para as despesas de pessoal e manutenção da mesma.

» Biblioteca Pública de Évora - Uma porta de acesso ao conhecimento

20 Setembro 2011

BPE Facebook

Os membros individuais do Facebook podem ligar-se a um máximo de 5000 amigos e Páginas. Para adicionar a Biblioteca Pública de Évora ao seu Facebook, basta seguir esta ligação:http://www.facebook.com/BPEVORA e clicar em 'gosto'.

05 Setembro 2011

Lê muito ou pouco?

Quantos livros lê por mês?


Participe na nossa sondagem.




clique no link para votar » http://bit.ly/qwZNbL




09 Agosto 2011

Catálogo Online da BPE

Consulte o nosso catálogo em linha.
Inscreva-se e peça o seu cartão de leitor | Leve livros emprestados para casa | Um serviço gratuito da sua biblioteca

PacWeb – Pesquisa Simples

05 Agosto 2011

BPE NA EUROPEANA

No âmbito do projecto EuropeanaLocal Portugal, a Biblioteca Pública de Évora / Biblioteca Digital do Alentejo disponibiliza 312 obras na Europeana. Trata-se de conteúdos relacionados com a região Alentejo ou produzidos por autores alentejanos, sobretudo obras do séc. XIX dedicadas à história local, arqueologia, etnografia, economia, bem como algumas obras literárias. Estão ainda presentes algumas obras pertencentes ao fundo patrimonial da BPE.


Biblioteca Pública de Évora - Uma porta de acesso ao conhecimento
     

04 Agosto 2011

Página Pública da BPE no Facebook

Em virtude das páginas de perfil não aceitarem mais de 5000 Amigos, criámos a Página Pública da BPE em: 

 

Biblioteca Pública de Évora

 

Venha ter connosco...

 

Biblioteca Pública de Évora - Uma porta de acesso à informação e ao conhecimento. A Biblioteca Pública de Évora (BPE) cumpre simultaneamente duas missões: enquanto biblioteca patrimonial e de investigação geral, empenha-se na recolha, salvaguarda e divulgação de um rico património documental; enquanto biblioteca pública, trabalha no sentido de facilitar o acesso da comunidade local à educação, à informação e ao conhecimento, e ainda à recreação e lazer.



     

02 Agosto 2011

"Crónica de Nuremberga" : Primeira Era - Da Criação até Dilúvio

Deus entronizado preparando-se para a Criação do Universo
Escrita pelo médico, humanista e historiador alemão Hartmann Schedel, combinando as várias versões da história encontrada em livros de sua vasta biblioteca, a "Crónica de Nuremberga" é um dos primeiros livros ilustrados impressos. A obra conta a história da Terra desde a criação até a década de 1490 e está dividido em Sete Eras que incluem: A Primeira Era - Da Criação até Dilúvio; A Segunda Era – Começa com o Dilúvio e termina com o nascimento de Abraão; A Terceira Era - termina com o reinado do Rei David; A Quarta Era - termina com o cativeiro da Babilónia; A Quinta Era - fecha com as "encarnações" de Jesus; A Sexta Era - estende-se desde o nascimento de Cristo até o fim do mundo "cujo término só Deus sabe& quot; A Sétima Era - a idade do Anti-Cristo. 
As enumeras xilogravuras que ilustram a obra estiveram a cargo da oficina de Michael Wolgemut e Pleydenwurff Wilhelm, que tinha então por discípulo Albrecht Dürer embora se desconheça se este teve qualquer papel na produção das imagens.

05 Julho 2011

Apresentação do livro SALADA DE FLORES


SALADA DE FLORES

de FERNANDA BOTELHO E SARA SIMÕES


Público-alvo

Crianças a partir dos cinco anos, pais, avós, professores e educadores


Didáctico e instrutivo sem nunca ser maçador, Salada de Flores constitui uma introdução perfeita e cada vez mais necessária ao universo das plantas, sobretudo nos tempos modernos, em que o nosso quotidiano essencialmen­te urbano afasta as crianças do contacto com a natureza.

Além de incluir seis receitas com flores comestíveis, a pre­sente obra contém ainda, nas suas últimas páginas, um pe­queno guia sobre as propriedades terapêuticas de diversas plantas, especificamente pensado para pais e professores.

Ao indicar o nome e a família a que pertencem inúmeras plantas, este livro infantil encantador ensina os leitores de palmo e meio a tratar as flores, as árvores, os frutos e os legumes por «tu», promovendo simultaneamente boas práticas alimentares.

Com a mais-valia de alertar os mais pequenos para questões ecológicas, Salada de Flores fomenta a prática de técnicas agrícolas ambientalmente responsáveis e sustentáveis, caso do fabrico e do uso da compostagem em substituição dos adubos químicos.


SINOPSE

Uma horta ecológica onde não há lugar para adubos químicos, uma piscina em que a limpeza da água não depende do cloro, e uma casa de argila e de palha, com um jardim no telhado, são o cenário ideal para a aventura da Sara, da Maria, da Carolina e do Rodrigo, quatro amigos de palmo e meio que partem à descoberta da natureza. Por entre a delicadeza e o rigor científico das aguarelas de Sara Simões, os nossos protagonistas ficam a saber que as plan­tas – sejam elas legumes, flores, árvores ou frutos – têm nomes, apelidos e até famílias, tratando-se umas às outras em caso de doença.


Os homens, conta-nos o texto de Fernanda Botelho, podem também usufruir das propriedades medicinais das plantas e preparar inclusive receitas deliciosas com elas. Salada de Flores inclui, afinal, um pequeno guia elucidativo feito à medida de pais e de professores, embora as suas páginas se dirijam sobretudo aos mais novos, revelando-lhes de forma sempre divertida um pouco do poder encantatório da natureza.


SOBRE A AUTORA

Fernanda Botelho nasceu na Tojeira, concelho de Sintra, em 1959 e, com 17 anos, viajou para Londres, onde iniciou e concluiu a formação como educadora no método Montessori. Na capital inglesa, estudou ainda pedagogia Waldorf e fotografia, tendo realizado vários cursos sobre plantas medicinais. Membro da Herb Society UK desde 1997, regressou a Portugal aos 37 anos e desenvolveu diversos projectos de educação ambiental junto de escolas, de associações culturais e de câmaras municipais. É neste âmbito que se insere a sua participação no programa Eco-Escolas, para o qual organizou ateliers sobre plantas aromáticas e medicinais.


Colaboradora de revistas e sítios virtuais, bem como autora do blogue www.malvasilvestre.blogspot.com, estudou lite­ratura infantil com António Torrado e Margarida Fonseca Santos. Mais tarde, publicou As Plantas e a Saúde, um guia básico de primeiros socorros, bem como duas agendas: uma de plantas medicinais em 2010 e outra sobre árvores e arbustos no ano seguinte. No seu jardim, partilha os dias com plantas medicinais espontâneas e cultivadas, um enorme sabugueiro, uma velha figueira, muitos pássaros e alguns gatos.


SOBRE A ILUSTRADORA

Natural de Lisboa, onde nasceu em 1980, Sara Simões mostrou ter, desde pequena, uma apetência especial para o desenho. Não surpreende que se tenha licenciado em Design Industrial, em 2002, e aprofundado a sua formação em áreas afins, como a animação, o webdesign e a modelação a três dimensões por computador. Entre 2005 e 2007, o gosto pela observação da natureza levou-a a estudar Ilustração Científica com o biólogo Pedro Salgado e, mais tarde, a in­tegrar expedições de desenho de campo às Berlengas, ao Douro Internacional e à Amazónia. Designer e ilustra­dora, tem emprestado o talento a inúmeras actividades: concepção de projectos de mobiliário e de stands para feiras; criação de personagens, ambientes e storyboards para animação em 3D; e construção de interfaces gráficos para software educativo.


Autora do livro Uma Mão Cheia de Amoras e com ilustrações publicadas em revistas científicas, romances, catálogos de exposições e um guia de campo, Sara Simões revela uma pequena parte da sua criatividade no blogue www.velhadaldeia.blogspot.com.



21 Junho 2011

Medidas do novo Governo para a Cultura - Cultura - Sol

Medidas do novo Governo para a Cultura - Cultura - Sol: "Medidas do novo Governo para a Cultura
20 de Junho, 2011

A revisão do estatuto do OPART, Organismo de Produção Artística, e manter a autonomia dos teatros nacionais São João e D. Maria II são duas das medidas que o secretário de Estado da Cultura, deverá concretizar no novo governo."

20 Junho 2011

Os próximos eventos na sua biblioteca


22 Junho (quarta-feira), às 18h00
Sessão de contos e Apresentação do livro
O balão do menino Jesus, de Manuela Barbosa

Com a presença da autora

Público: Pais e filhos
Preço: Entrada livre mediante inscrição prévia
Inscrições: Tel. 266 769 330 ou ficha de inscrição em www. http://www.evora.net/bpe
Organização: Biblioteca Pública de Évora

"O Balão do Menino Jesus é um texto simples, transmitido a Manuela Barbosa pela sua professora da 2ª classe, Salomé de Almeida. Nunca o esqueceu e disse-o vezes sem conto ao longo da sua vida. Na adolescência recitou-o a muitas crianças e mais tarde tornou a dizê-lo, como cantiga de embalar, à sua filha. De autor desconhecido, este texto fala de um bebé, de muitos balões, de dádiva e de sonhos".



24 Junho (sexta-feira), às 18h00
CICLO GUTEMBERG, LUMIÉRE E COMPANHIA Cinema na Biblioteca FILME DO MÊS: O gosto dos outros, de Agnès Jaqui

Periodicidade: 1 vez por mês
Público: M/12
Preço: Entrada livre


Castella é um homem de negócios de sucesso, vive nos subúrbios e é apanhado na rápida mudança dos tempos. Mais por tédio do que por interesse, deixa que a sua mulher Angélique o arraste para uma representação da peça de Racine, Bérénice. Para grande surpresa sua, fica completamente fascinado pelo poder e beleza da actriz principal, Clara, que representa o papel da Rainha. Fica tão enfeitiçado por ela que volta para ver a peça todas as noites. E estes dois polos opostos são forçados a reencontrar-se quando Castella, relutantemente, tenta aprender inglês por causa de um importante negócio. Descobre, então, que a sua professora de inglês é Clara. É a história dos gostos de uns e das cores dos outros.



26 Junho (domingo), às 20h30
Projecto OMEGA – viagem sonora para introspecção e relaxamento
Música
Músicos: Cláudia Duarte e Rui Martins

Público: Geral
Nº de Participantes: até 20
Preço: 10 Euros
Inscrições: Através dos nºs 92 581 18 46 ou 93 457 08 21 ou através do endereço circulostransform@sapo.pt
Organização: Circulos de Transformação
Apoio: Biblioteca Pública de Évora


Após alguns anos de diferentes experiências, Rui Martins e Cláudia Duarte juntaram-se para dar asas a um projecto inovador em que a influência asiática está amplamente perceptível. Surge o projecto OMEGA com o intuito de explorar novos sons, cores e horizontes musicais, de forma a oferecer aos ouvintes uma viagem de expansão interior. Pretende-se a criação de uma ponte para um mundo de natureza cósmica sonora ainda pouco explorada. A audiência é convidada a deitar-se nos colchões/mantas à disposição e a fechar os olhos; através de uma hora de som contínuo, desenvolve-se uma viagem sonora meditativa, onde se pretende um relaxamento profundo através do som.


27 Junho (segunda-feira), às 21h30
[Reapresentação: 28 de Junho às 22:00]
Ópera Biblioteca
Música

Público: Geral
Reservas: Tel. 266 769 330 ou ficha de inscrição em www. http://www.evora.net/bpe
Organização: Escola de Artes – Universidade de Évora - Departamento de Musica
Apoios: Pim Teatro e Departamento de Artes Cénicas - Escola de Artes - Universidade de Évora | Biblioteca Pública de Évora

Argumento
Um escritor e uma advogada vão à biblioteca com finalidades diferentes: o primeiro para buscar inspiração ao seu trabalho na elaboração de um livro sobre o diálogo, a outra para estudar aspirando ao cargo de juiz. No silêncio do local, a troca de olhares os motiva a imaginar julgamentos sobre o outro, despertando paixão e raiva.
A produção desta ópera acontece após um hiato de 120 anos após a última estreia de ópera brasileira na Europa (Condor, de Carlos Gomes, em 1891 no Scala de Milão).
O dueto central homenageia Portugal por meio de citação ao soneto do amor de Camões.

Música e enredo (Music and argument): Zoltan Paulinyi (2011)
Libreto: Ester Macedo (2011)
Regência (Conductor): Christopher Bochmann
Direção cénica (Stage director): Alexandra Espiridião
Cantores (Singers):Anna Kássia Neves (soprano), Leandro César (baixo-barítono)
Instrumentistas (Players): Luís Tavares e Débora Bessa (flautas-doce), Carlos Teixeira (flauta), Nélson Ribeiro (clarinete), Sandra Sousa (clarinete baixo), Iracema Simon (fagote), Omar Costa Hamido e Diana da Rama (saxofones), Tiago Oliveira (piano)
Professora de canto (Professor of voice): Liliana Bizineche Eisinger
Correpetidores: Zoltan Paulinyi e Iracema Simon

Intencidade

visões, neurónios & afectos